Local e tamanho

De um modo geral, as lareiras podem ser instaladas em escritórios, saguões de hotel, salas de espera, salas e visitas e quartos de dormir. Além do calor e do conforto proporcionados, a lareira é um fator agregador da família e um elemento importante na decoração do ambiente, motivo pelo qual o mais comum é encontrá-la na sala de estar das residências. As lareiras são construídas e especificadas em função de sua capacidade de aquecimento, por isso obtenha esta informação da lareira de sua escolha, para poder fazer uma avaliação em relação ao seu ambiente.

Posicionamento na sala

As lareiras, de modo geral, podem ser “de parede” (encostadas em uma parede), “de canto”, “de centro de sala”, ou “dividindo dois ambientes” – estas duas últimas são sempre projetos especiais. Elas devem se integrar ao local onde as pessoas mais ficam, como salientamos acima: perto do aparelho de televisão, dos equipamentos do som, do home theather, entre outros objetos de lazer. Locais que são passagem de um ambiente para outro e pontos distantes de onde as pessoas costumam ficar não são ideais para sua localização.

Piso e parede

As lareiras são instaladas junto à parede, mantendo desta um afastamento de 1 ou 2 centímetros para garantir uma boa ventilação. Serão assentadas diretamente no piso, seja frio ou de madeira, porque elas possuem a base com chapa reforçada, além de tijolos refratários, que impedem a passagem de calor para a parte inferior. Caso a lareira necessite ser montada junto a uma parede de madeira, deverá guardar desta uma distância de 0cm no mínimo ou ser produzida com isolamento de lã de vidro na traseira (consultar o fabricante).

Forro de gesso, madeira e laje

A chaminé da lareira poderá passar por forro de gesso ou forro de madeira. Nesse caso, no momento da instalação, tanto o gesso como a madeira devem ser isolados da tubulação com lã de vidro. Como arremate será usada uma arandela.
No caso de forro com laje de concreto, este será aberto para passagem do duto, recebendo após, como acabamento, uma arandela - não necessitando, entretanto, de isolamento.
Também é possível fazer a montagem de lareiras, cuja chaminé passe por uma parede lateral, utilizando curvas de 45 graus.

Telhado e chaminé externa

Após passar pelo forro, a chaminé da lareira passará pelo telhado, independente de a telha ser de barro, como a francesa e a romana, ou de cimento amianto. Será aberta a passagem para o cano e ao redor do mesmo se colocará um algeroz que funcionará como arremate. Este serviço deverá ser feito por pessoa especializada.
Finalmente com relação a altura da chaminé externa, recomenda-se que passe aproximadamente 50cm da cumeeira da casa.

Existem algumas situações peculiares como, por exemplo: se uma chaminé estiver ao lado ou muito próxima de uma caixa d’água, ou de outro volume no telhado, deverá ultrapassá-lo em altura. A parte da chaminé que fica no lado externo da residência é pintada com tinta resistente à temperatura e às intempéries. Já para instalações nas praias, recomenda-se o uso de aço inoxidável.